... E O QUE EU QUERIA MESMO ERA UMA TAGUS! (se gostasse de cerveja, claro...)

Enquando não houve lojas dos chineses, compensava oferecer brindes nas promoções: mandava-se vir da China umas bugigangas quaisquer a 2€ que nas lojas custavam 5€ - e era esse o valor percepcionado. Agora essa vantagem já não existe. E portanto sempre me interroguei porque é que, se o meu negócio é, por exemplo, cerveja, eu haveria de promover através dele o negócio das t-shirts ou dos bonés...
Dentro desta lógica a Sagres tem agora a promoção "A Rodada". Perfeito. Se o negócio é de cerveja, o normal é que eu o promova com o consumo de cerveja... Agora que necessidade haveria de baralhar uma simples promoção com:
  1. A "fogueira de vaidades": Alberto da Ponte/Pires de Lima
  2. A "guerra pelo nº 1" com a Superbock
Quem é o nº 1 no canal Horeca? Qual é a cerveja mais exportada para fora de Portugal? Isso é... como direi? Irrelevante? O que interessa isso ao consumidor quando está com sede/quer fazer uma pausa/acompanhar o "bacalhau à brás/sandoxa à entrada do estádio?

2 comentários:

rui disse...

Ora aí está... eu bebia uma qualquer cerveja portuguesa... se existisse, aqui do outro lado do mundo!

Rui

Maria disse...

Que Alá nos proteja!

"O" Alberto da Ponte a fazer um papelão!!! LOOOOOOOOL.

Cerveja já nem peço agora alguém tem que me dizer em que canais é que passam esses anúncios para ver se consigo sintonizar o satélite...

M