POSICIONAMENTO "BARBIE"

Pode o consumo feminino tirar o mundo da crise?
É, pelo menos, o mercado de maior potencial. E isto não falando sequer no consumo que, não sendo tipicamente feminino, influenciam...
Contudo, as empresas continuam a subestimar esta abordagem.
Mesmo quando se supõem que tenham uma estratégia, esta é pouco mais do que "make it pink", assente em estereótipos mais do que batidos.
Até para vender laptops - foi o que fez a Dell, no Della. O que havia para vender: cores, muitas cores, acessórios, aos montes, dicas de dietas, receitas e contagem de calorias... Vá de corrigir a mão. Hoje é como se nunca tivesse existido... Como falhou tão estrondosamente este posicionamento?
No básico! Se vou parar ao site da Dell é porque? quero comprar um laptop! boa? Contar calorias? give me a break!
Eu quero produtos que respondam aos meus estados de necessidades.
Que me ajudem na minha vida multitask... so many things, so little time!
Quero tudo o que me faça poupar tempo, que seja adequado à minha anatomia e... bonito!
Quero tudo o que me ajude a harmonizar o meu trabalho, a família e a casa, e ainda ter tempo para ficar bonita!
Quero produtos pensados para fazer a minha vida funcionar.
Para uma mãe com 2 filhos a viver em Lisboa os cavalos de um utilitário (que vai andar quase todo o tempo nas filas de trânsito..) é de um interesse muito relativo... importante é que fosse fácil acomodar 2 cadeiras de criança. E que a bagageira estivesse concebida para arrumar os sacos de comprar do mês, e os tabuleiros de leite, e os pacotes de detergente...

2 comentários:

jorge-eo disse...

women power
women empowerement
mulheres ao poder!
quotas para mulheres
Agora que pararam de gritar por estas coisas é que eu me assusto!Elas andam aí...

gutograca disse...

Margarida, consumo é uma palavra errada, deveria ser gravada no femino, "consuma".
E da mesma forma que transformaram as crianças em consumidores, transformaram os homens em metrosexuais, com o objetivo de consumir mais.
Brincadeiras a parte, o mundo só muda quando muda a mulher. Abraços, GG