Abaixo a concorrência - viva o cliente!

Medo.
Estão todos com muito medo.
As empresas, os gestores, os mercados...
Nestas alturas olha-se mais do que nunca para a concorrência: sobretudo para os preços que praticam, os produtos em que apostam, etc.
Ora, demasiado foco na concorrência leva à conformidade... que não leva a lado nenhum... Nas faculdades, no dia a dia das empresas fala-se bastante de "ser diferente" e de "diferenciação"!
Como se cai então na conformidade?
- A olhar para a concorrência: um baixa o preço, outro introduz uma ligeira alteração... e, em vez de tentarmos perceber o que seria
SIGNIFICANTE PARA O CONSUMIDOR, caímos na tentação de seguir o padrão! O espaço está para as empresas que conseguem quebrar o paradigma de forma significativa e relevante para o consumidor. Mais do que nunca a resposta não está no "rolling forecast", no "business plan" - a resposta está em quem, no final do dia, paga o dinheiro pelos nossos produtos.
É no consumidor que as empresas devem focar a sua atenção, ouvi-lo, escutá-lo... e desenvolver os produtos e as estratégias que vão ao seu encontro.

3 comentários:

Marketing disse...

Numa altura de medo a coragem é uma oportunidade.

Marketing disse...

Numa altura de medo a coragem é uma oportunidade.

Bemequer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.