Os NETaholics - muitos amigos, muitos fãs, muitos contactos - o ataque dos NETninjas



Do Facebook ao LinkedIn parece que o sucesso social se mede pelo número de "connections" que se tem... 
Estão a emergir uma espécie de NetNinjas que acham importante abarcar o mundo inteiro com a sua presença.

Não encontrando qualquer explicação para esta demanda do ponto de vista individual, parto do princípio que estes "ninjas" o são por motivos profissionais.  

Quem está ligado ao mundo inteiro por Linkedin, Twitter, FB, Plaxo e outros mais, todos eles linkados e a passar a mesma mensagem em multi-level-marketing é, certamente, porque quer vender alguma coisa ou ideia...

É curioso como se estão a replicar online os mesmos padrões do offline. A quantidade de contactos (a TV ainda continua a ser o meio que melhor atinge este objectivo...) não promove aquilo que a social media na realidade deveria querer obter: connection! engagement! - Uma relação. Mas para isso teria que funcionar nos 2 sentidos.  Seria preciso conhecer a PESSOA que está do outro lado, não basta um link de connection. 
Na realidade pode-se estar a perguntar "Em que o posso ajudar?", mas  apenas se quer uma audiência... para isso, repito, a televisão continua a ser um melhor meio.

As marcas que estão nas redes sociais não podem esquecer que connection e network é entre amigos. E isso é muito mais do que monólogos em direção a uma audiência difusa...


Sem comentários: